Traficantes impedem que empresa de gás conserte tubulação e regularize serviço na Cidade Alta, no Rio


G1 - Moradores da Cidade Alta, em Cordovil, na Zona Norte do Rio, estão sem gás encanado há nove dias. Segundo eles, traficantes estão impedindo que técnicos consertem a tubulação, o que se torna uma maneira de forçar os moradores a comprarem o botijão de gás, que tem a venda controlada pelo tráfico.

Crianças que estudam em escolas da região estão voltando mais cedo para casa, porque não tem como preparar a merenda sem gás. Sem gás encanado, a cozinha das escolas não funciona. Em nota, a secretaria municipal de Educação informou que estão sendo oferecidos lanches emergenciais e confirmou que os alunos estão sendo liberados mais cedo. Eles recebem lanches frios, mas não é o suficiente para o horário integral.

A Naturgy, a antiga CEG, explicou que foi até o local após receber um chamado de emergência, mas, quando a equipe chegou, foi impedida de realizar o serviço por traficantes armados. Segundo os moradores da região, quem controla a venda de botijão de gás na comunidade é o tráfico de drogas. Ou seja, eles estão impedindo o reparo da tubulação para obrigar os moradores a comprarem gás com eles. Cada botijão é vendido na comunidade a R$ 75.

“Minha mãe tem 74 anos, é hipertensa, cardíaca, diabética e fica passando por um sufoco desses. Fica difícil, nós temos doente em casa, idosos e ninguém toma uma providência. Vários moradores já estão até providenciando botijão pra tentar contornar a situação. A informação que eles deram é que teve um vazamento e o tráfico não permitiu que eles entrassem”, disse uma moradora.

Na nota, a empresa em nota confirmou que a equipe técnica foi impedida de acessar o local para verificar o problema de vazamento de gás. A companhia diz que chegou a solicitar ajuda da Polícia Militar, mas foi informada que não seria possível garantir o acesso e segurança dos técnicos da empresa nessa região. Por conta disso e para a segurança dos moradores, a empresa disse que interrompeu o fornecimento de gás.

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que o 16°BPM (Olaria) está à disposição para auxiliar a concessionária no restabelecimento da prestação do serviço à população no bairro de Cordovil. O comando do batalhão, assim que foi informado sobre o ocorrido na localidade, procurou a empresa para tomar conhecimento das circunstâncias do fato e ajudá-la.

A secretaria Municipal de Educação disse que está fazendo a substituição do gás encanado por cilindros, mas disse que essa mudança é complexa e por enquanto está lidando com a situação oferecendo os lanches emergenciais.

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal