Só este ano, Rio já soma metade dos casos de acidentes com ciclistas de todo 2018


O Destak - O número de acidentes de trânsito envolvendo ciclistas neste ano já alcançou metade dos casos de todo 2018, segundo o Corpo de Bombeiros. A corporação informou que, do dia 1º de janeiro até a última segunda-feira (18), ou seja, nos primeiros 77 dias do ano, foram 21 ocorrências, enquanto, em todo ano passado, foram 42 casos.

O número de ciclistas no Rio também pode ter aumentado no período, com o crescimento do Bike Rio. De acordo com a Tembici, empresa que administra o projeto, desde o lançamento de seu novo sistema, em 2018, o número de usuários subiu três vezes, em apenas um ano. A empresa, no entanto, não abre os números absolutos de usuários.

"Mesmo com essa evolução, os índices de acidentes são bem baixos, sem apresentar crescimento no último ano. Nossas bicicletas são robustas e de alta qualidade, possuindo todos os itens de segurança necessários", garante a empresa, em nota.

esta terça-feira (19), ainda foi registrado mais um caso. O ciclista Arthur V. Sales, de 43 anos, morreu após ser atropelado na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade. O caso envolveu um ônibus na avenida Embaixador Abelardo Bueno, segundo informações dos bombeiros. Apesar de a vítima ter sido socorrida, ela chegou em óbito ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Números do trânsito

Segundo dados do ISP (Instituto de Segurança Pública), o homicídio culposo de trânsito aumentou 14,7% em fevereiro (148 casos), em relação ao mesmo mês do ano passado (129 casos). Neste ano, já ocorreram 299 homicídios culposos de trânsito. Já a lesão corporal culposa de trânsito aumentou 14,6% entre fevereiro deste ano (2.055 casos) e do ano passado (1.793 casos). Neste ano, já ocorreram 4.393 casos.

De acordo com o Detran (Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro), a infração de velocidade superior até 20% da permitida foi a de maior incidência em janeiro e fevereiro deste ano. Além disso, desobedecer ao sinal vermelho ou parada obrigatória ficou em terceiro lugar em ambos os meses. O departamento, entretanto, não tem dados estatísticos envolvendo ciclistas.

Segundo o último anuário estatístico do Detran, de 2016, a frota de veículos do município corresponde a 44% do total do Estado. Há 3.011.875 veículos para uma população estimada de 6.498.837 habitantes, o que corresponde a 5 veículos para cada 20 habitantes. No total, ocorreram 3.505.833 infrações, o que corresponde a 12 infrações para cada dez veículos. Além disso, 55% das infrações são causadas por motoristas homens, enquanto 20% por mulheres e 25% não têm essa informação. Os acidentes da capital correspondem a 47% (12.472 casos) em relação ao Estado, já as vítimas, a 46% (17.739 vítimas).

Os acidentes na capital ocorreram em sua maioria na parte da tarde (31,13% ou 3.883 casos) e na manhã (29,78% ou 3.714). A maioria ocorre nos dias úteis (71,73% ou 8.946 casos) e os atropelamentos correspondem a 15,72% dos casos (1.961 casos).

As vítimas de acidentes de trânsito ocorreram em sua maioria nas zonas norte e oeste: 45% dos acidentes na zona norte, em Bonsucesso e na Penha, 39% na zona oeste, em Campo Grande e na Barra, 9% na zona sul, em Botafogo e Copacabana e 7% no Centro, na Central e no Campo de Santana.

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal

Receba notícias por E-mail