Pais e alunos reclamam da falta de aulas e segurança em unidades da Faetec


Pais de alunos denunciam falta de vagas no Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro, que fica no Maracanã, na Zona Norte do Rio e é vinculado à Faetec. As aulas sequer começaram na unidade, considerada referência na formação do ensino médio.

A autônoma Juliane Meireles diz que a filha, matriculada no terceiro ano, está nessa situação porque faltam professores na unidade. Uma fonte da BandNews FM disse que há 700 professores selecionados, aguardando para serem contratados. Enquanto os docentes não chegam, Ana Carolina Magalhães vê o ano letivo da filha, também matriculada no 3º ano, se perder.

Como se já não bastassem os problemas dentro das salas de aula, alunos da Faetec de Quintino, na Baixada Fluminense, denunciam que são vítimas de assaltos diariamente na porta da unidade. O modo de ação dos bandidos é sempre o mesmo: dois jovens, armados com facas, atacam quem chega para estudar, às sete horas da manhã e também no turno da noite. Este estudante, que teve a identidade preservada, desabafa:

A assessoria da Faetec, que pertencem ao governo do Estado, não se manifestou. Já em relação à denúncia sobre a violência em frente à unidade de Quintino, a Polícia Militar informou que vai apurar a situação.

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal

Receba notícias por E-mail