MP apura ligação entre assassino de Marielle Franco e milícias


BandNews FM - Um dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco e motorista Anderson Gomes pode ter atuado em um grupo de extermínio na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

As investigações Ministério Público ligam o nome do ex-policial militar, Ronnie Lessa à milícias da região. Segundo o MP, o ex-pm era proprietário de uma academia de ginástica, na entrada da comunidade de Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio.

Nesta semana, Lessa se declarou proprietário de 117 fuzis desmontados que foram encontrados em uma casa na Zona Norte do Rio.

Alexandre Mattos de Souza responde pela posse dos armamentos encontrados em sua residência, que pertenceriam a Ronnie Lessa. Para a Polícia, Alexandre era o laranja do acusado.

Ronnie Lessa e o também ex-pm, Elcio Queiroz estão presos na Cadeia Pública Laércio da Costa Pelegrino, Bangu 1 onde aguardam por uma transferência para um presídio Federal.

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal