Justiça determina prisão de DJ Rennan da Penha por associação do tráfico


Tupi - O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta sexta-feira, em segunda instância, a prisão de Renan Santos da Silva, o DJ Rennan da Penha, por associação ao tráfico de drogas. A pena para o DJ é de seis anos e oito meses de reclusão em regime fechado, além de 1.200 dias-multa (aproximadamente R$ 40 mil).
A decisão foi assinada pela Terceira Câmara Criminal. A Justiça derrubou, por unanimidade, os embargos de declaração interpostos pela defesa de Rennan e outros quatro acusados.
Preso em 2016, o DJ foi inocentado por insuficiência de provas, mas o Ministério Público recorreu da decisão. Para a Terceira Câmara Criminal, os indícios apontados na investigação são suficientes para apontar a relação de Rennan com o tráfico.

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal

Receba notícias por E-mail