Goleiro de grande clube brasileiro é demitido por justa causa após agredir ex-noiva


1News - O goleiro Ivan não é mais atleta da Chapecoense. O clube emitiu nota na última sexta-feira (15) informando que demitiu o jogador por justa causa. Seu contrato vencia apenas no final deste ano.

Ivan foi denunciado após suposta agressão à ex-noiva, em Minas Gerais, no dia 13 de março. O goleiro recebeu a notícia por telefone e ficou revoltado com a atitude da diretoria do clube catarinense.

Segundo Ivan, ele e a direção da Chape se reuniram na quinta-feira e o goleiro teria sido liberado até esta segunda (18) para resolver problemas pessoas. O caso repercutiu bastante e a direção do time de Santa Catarina resolveu demiti-lo.

“Fizeram algo diferente do que havia sido combinada na reunião. Estou muito chateado”, explicou Ivan à reportagem do Globoesporte.com. A Chapecoense emitiu comunicado e não se pronunciará mais sobre o caso. “A Associação Chapecoense de Futebol comunica, oficialmente, o desligamento do Goleiro Ivan dos quadros do Clube”, resumiu.

Ivan é acusado de ter agredido à ex-noiva, Laíse Gabriela Alves Fernandes, e um outro rapaz na cidade de Espinosa, em Minas Gerais, no dia 13. A denúncia de agressão fez Ivan e a Chapecoense virarem alvo nas redes sociais. O clube, pressionado, demitiu o atleta por justa causa.

O caso mostra que não há mais espaço para agressão às mulheres – ou a quem quer que seja – no meio do esporte em pleno 2019. O que antes poderia ser abafado e passar batido, hoje, com a força das redes sociais, ganha proporções gigantescas. Ivan não comenta sobre a denúncia de agressão à ex-noiva.

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal

Receba notícias por E-mail