Bombeiros usam drones na identificação de focos do Aedes aegypti no Rio


O Dia - A partir deste sábado (16), o Corpo de Bombeiros fará sobrevoos com a utilização de drones para a identificação de possíveis focos de Aedes aegypti, como piscinas, caixas d’águas destampadas, terrenos baldios e áreas abandonadas com acúmulo de água limpa. A ação faz parte do Dia "D" da campanha “Atitude contra o Mosquito”, da Secretaria de Estado de Saúde.

"Com o auxílio dos drones, é possível fazer um mapeamento dos pontos sensíveis, com eventuais focos do mosquito. Fazemos fotos e filmagens, além do georeferenciamento da localidade. Em seguida, passamos o material para as equipes da Secretaria de Saúde, que estão em solo para que façam a inspeção dos locais", explicou o tenente-coronel Felipe Monteiro, coordenador do Setor de Veículos Aéreos não Tripulados (Covant) do Corpo de Bombeiros.

A corporação, junto com a equipe da Saúde, desenvolveu um calendário semanal de sobrevoos, de acordo com as áreas que mais apresentam índice de proliferação do Aedes aegypti, responsável pela transmissão de Chikungunya, Zika, Dengue e Febre Amarela. Os bairros de Madureira e Cascadura, na Zona Norte do Rio, e a cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, serão as primeiras regiões sobrevoadas pelos drones.

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal

Baixe o App de Notícias