Atirador invade mesquita na Nova Zelândia e exibe massacre ao vivo em Rede Social


1News - A Nova Zelândia vive um dia de terror. Nesta sexta-feira (15), ainda na noite de quinta-feira no Brasil, um homem invadiu uma mesquita na cidade de Christchurch. As informações preliminares mostram que havia cerca de 300 pessoas no local no momento do ataque. O número de vítimas ainda não foi informado, mas ocorreram “diversas mortes”, segundo o comissário da polícia, Mike Bush.

As autoridades locais pediram à população que não saia às ruas porque acredita-se que haja mais de um atirador. O homem que invadiu a mesquita, identificado como Branton Tarrant, exibiu o massacre ao vivo em uma transmissão no Facebook. A conta de Branton foi suspensa no microblog horas depois do ataque.

“Quero pedir a qualquer um que estivesse pensando em ir a uma mesquita em qualquer lugar da Nova Zelândia para não ir, para fechar suas portas até que recebam um novo aviso”, explicou Bush.

De acordo com testemunhas do crime, tudo aconteceu por volta das 13h30 (horário de local), cerca de 21h30 no horário de Brasília. Um homem vestido com trajes militares invadiu a mesquita Masjid Al Noor, no centro de Christchurch e começou a atirar. O vídeo exibido nas redes sociais é chocante.

O atirador teria usado uma câmera go pro para filmar o massacre. De acordo com as autoridades locais, a polícia está respondendo ao ataque com toda a sua capacidade, mas o risco continua alto.

O atentado na Nova Zelândia acontece dois dias depois do ataque a escola estadual de Suzano, Região Metropolitana de São Paulo, que deixou dez mortos (oito vítimas e os dois atiradores).

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal

Baixe o App de Notícias