Rodoviários da Estrela Azul voltam a paralisar suas atividades e afeta linhas na Zona Norte


Cerca de 400 funcionários da Transporte Estrela Azul — que possui linhas de coletivos que atendem Centro, Zona Norte e Zona Sul — voltaram a parar suas atividades na manhã desta segunda-feira (4). O motivo é o pagamento de salários, cesta básica, vale refeição e 13º salário que, segundo eles, estão atrasados há quatro meses.
De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores do Rio de Janeiro (Sintraturb), José Carlos, o sindicato vai realizar, às 6h, uma assembleia na porta da empresa. Lá, será decidido o rumo da paralisação.

A empresa, que já havia sofrido uma paralisação de advertência em dezembro do ano passado, alegou que o acordo feito entre o sindicato e o TRT do pagamento de oito meses de salários atrasados em 24 parcelas pela empresa aos funcionários, não estava sendo cumprido. De acordo com eles, a direção da empresa chegou a pagar R$ 800 referente à primeira parcela de R$ 1.200 acordado, ficando de pagar o restante em seguida, o que não foi realizado.

No início do ano, o pedreiro Maviael Ferreira Cabral morreu ao ser atingido pela roda de um ônibus da linha 292 quando estava em um ponto de ônibus em Inhaúma, na Zona Norte do Rio. O acidente fez com que a prefeitura lacrasse 31 ônibus da empresa. Na garagem, a equipe encontrou irregularidades como vistoria vencida, equipamentos de acessibilidade inoperante, bancos rasgados, janelas sem puxadores e balaustres soltos. Foram aplicadas 37 multas.

VEJA QUAIS SERÃO AS LINHAS AFETADAS PELA PARALISAÇÃO:

311 - Engenheiro Leal x Candelária

SP-311 - Del Castilho x Candelária

292 - Castelo x Engenho da Rainha

464 - Maracanã x Copacabana

434 - Grajaú x Copacabana

435 - Grajaú x Gávea

Fonte: Jornal Extra

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal