Secretário do Ministério da Saúde assume direção do Hospital de Bonsucesso


Secretário de Atenção à Saúde do Governo Federal, Francisco de Assis Figueiredo (Foto: Agência Brasil)

O secretário de Atenção à Saúde do Governo Federal, Francisco de Assis Figueiredo, assume interinamente a direção geral do Hospital Federal de Bonsucesso, localizado na Zona Norte do Rio.

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, exonerou Luana Camargo da Silva do cargo, em decisão publicada hoje no Diário Oficial da União.

Hoje, às 11h, acontece a primeira reunião entre representantes do Ministério, da Secretaria de Modernização do Estado da Secretaria-Geral da Presidência da República, e diretores dos seis hospitais federais do Rio, para discutir a situação das unidades.

Luana é acusada por servidores da unidade de utilizar o cargo para satisfazer a interesses políticos. O Corpo Clínico entregou no último dia 15 um documento ao ministro pedindo o afastamento dela. No ofício, os funcionários questionaram ainda o despreparo da gestão de Luana Camargo.

Entre as irregularidades apontadas, está a contratação temporária de uma enfermeira que tem matrícula no funcionalismo público, na prefeitura de Nova Friburgo, na Região Serrana.





Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e ex-diretora do HFB, Luana Camargo da Silva. 
Foto: Redes Sociais


Servidores ainda denunciaram que pessoas próximas a diretora furavam filas para a realização de exames e consultas.

De acordo com a Federação Nacional dos Médicos, mais de 30 pessoas passaram a ocupar cargos no Hospital da Zona Norte do Rio, por meio de indicações políticas.

O Ministro da Saúde já havia feito uma visita surpresa à unidade, no último dia 11, mesmo dia em que funcionários fizeram um protesto por causa da realização de uma festa pelos 70 anos do Hospital, em meio a falta de insumos e servidores.

Luiz Henrique Mandetta chegou a publicar um vídeo elogiando a equipe e a unidade. O evento, segundo um documento da empresa de contabilidade contratada pela direção, custou mais de R$ 156 mil, contando com tendas climatizadas e bufê.

Na época, a diretoria negou que este tenha sido o valor gasto e afirmou ainda que empresas que prestam serviços à unidade custearam a comemoração.

Fonte: BandNews FM

Comentários :