Adolescente apreendido confessa participação no assassinato de delegado, cujo o corpo foi encontrado no Viaduto de Benfica


O adolescente de 17 anos apreendido no Centro do Rio, na tarde desta terça-feira (29), confessou a participação no crime do delegado da Polícia Civil Fábio Henrique Monteiro. A informação foi confirmada pela Delegacia de Homicídios da Capital, responsável pelas investigações.

PMs estavam em patrulhamento pela Avenida Presidente Vargas, quando foram alertados por passageiros de um ônibus, que estaria sendo assaltado. Em seguida, os policiais do 4º BPM (São Cristóvão) foram até o coletivo e conseguiram deter o adolescente.

Ele foi levado para a 6ª DP (Cidade Nova), em seguida. Posteriormente, confessou sua participação no crime à agentes da DH.

Ainda de acordo com as investigações, quatro suspeitos teriam participado do assassinato do delegado, que ocorreu em janeiro do ano passado: dois adolescentes, dois quais um deles foi encontrado nesta terça-feira, além de Diogo Almeida Silva, de 35 anos, e Wendel Luis Silvestre, de 21.

Além disso, ainda conforme nota da Polícia Civil, "diligências indicaram que houve ordem da liderança do tráfico local no sentido de matar o policial". E que um dos chefes já identificados é Felipe Ferreira Manoel, conhecido como “Fred”, de 33 anos, que está foragido da Justiça.

O assassinato do delegado aconteceu em janeiro do ano passado. Fábio Henrique Monteiro foi encontrado morto com marcas de tiros na Praça Dario Rogério, perto do Viaduto de Benfica, na Zona Norte do Rio. Próximo à favela do Jacarezinho, de onde bando seria oriundo.

O corpo de Monteiro foi encontrado depois que pedestres viram quando homens abandonaram o carro e correram em direção às favelas do Arará e do Jacarezinho. Os passantes, então, alertaram os policiais de plantão num posto do 22º BPM (Maré) a poucos metros do veículo.

Segundo pedestres, o delegado foi rendido por criminosos por volta de 13h, pouco depois de ter saído da Cidade da Polícia, no Jacaré, para almoçar. Ele teria tentado reagir mas acabou atingido por vários disparos. Em seguida, foi levado pelos assassinos para o interior da favela do Jacarezinho.

Fonte: Jornal Extra

Comentários :