Após explosões, moradores do Arará saíram de casa com medo do incêndio na refinaria de Manguinhos; vídeo


Cerca de 200 moradores da comunidade Arará, em Benfica, na Zona Norte, saíram de suas casas com medo do incêndio que atingiu a refinaria de Manguinhos, na tarde da segunda-feira (17/12). Eles ficaram concentrados na Avenida Dom Hélder Câmara. O local é próximo da região atingida pelas chamas.

A dona de casa Cátia Silveira, de 53 anos, disse que sentiu um tremor e saiu de casa depois de ouvir explosões.

— O chão passou a tremer e as pessoas, com medo, passaram a sair de casa. Depois, começamos a ouvir explosões — contou ela, assustada. — Deixei tudo para trás. Saí de casa com a roupa do corpo, assim como os meus vizinhos.

Por volta das das 15h, os moradores começavam retornar para suas casas.

Esta situação não é uma novidade para a sucateira Tamires Cristina, que tem 43 anos e divide sua casa, debaixo da linha do trem, com seus quatro filhos e quatro netos. Há cerca de 30 anos, ela se lembra de outro incêndio na mesma refinaria e do mesmo pânico dos moradores.

— No primeiro estouro eu levantei "capotando" e saí do jeito que eu estava, mas no outro incêndio foi bem pior, teve gente queimada. Me lembro que todo mundo correu para a praça de Benfica — relata Tamires.

Filha de Tamires, a pequena Jennifer, de 10 anos, ajudou a mãe a sair de casa há tempo da fumaça invadir o cômodo.

— Do lado de fora, a gente viu aquela nuvem de fogo muito alto e começou a ficar mais calma quando ele diminuiu depois. Eu não conseguia parar de tremer, com o coração acelerado e pensando na minha mãe — relata.



Fonte: O Globo

Comentários :