Moça é morta ao levar tiro de bala perdida dentro de casa, no Morro da Coroa


Uma mulher de 26 anos morreu vítima de bala perdida dentro de casa no Morro da Coroa, no Catumbi, na Região Central do Rio, na tarde desta quarta-feira (6/6). Alessandra dos Santos Soares foi atingida no pescoço e nem chegou a ser socorrida. A Polícia Militar negou que tenha ocorrido confronto com traficantes.

De acordo com informações da página Catumbi da Deprê, a vítima estava em casa com o marido e as filhas, por volta das 11h30m. QUando começou o tiroteio, ela saiu da cozinha, onde estava cozinhando, para o quarto, onde estava a família. Mas o disparo atingiu a janela e acertou o pescoço dela.

Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Coroa/Fallet/Fogueteiro, policiais foram acionados para checar a informação de uma mulher baleada na localidade Amor de Mãe, no Morro da Coroa.

Chegando ao local, a equipe da UPP constatou o fato, isolou a aréa e acionou a Delegacia de Homicídios (DH) da Capital. A perícia já foi realizada.



Alessandra era mãe de duas meninas, uma de dois anos e outra de dois meses. Mensagens de amigos e parentes nas redes sociais demonstram muito carinho pela vítima. "Triste demais. pessoa maravilhosa", escreveu uma mulher. "Uma família destruída, meu Deus, meu Deus", postou a cunhada.

"Minha amiga linda, há 17 anos tive o imenso prazer de te conhecer e ser sua amiga, Éramos como irmãs, sempre uma na casa da outra. Minha linda, que Jesus te receba de braços abertos... Te amo para sempre", publicou outra amiga.

Em outra postagem, uma internauta afirma que há uma guerra na região."É uma tristeza tão grande, em meio a uma guerra, uma inocente perde a vida. Que Deus te receba na Glória. Que Deus conforte a todos os familiares".

Durante todo o feriado prolongado de Corpus Christi, moradores do Morro da Coroa enfrentam confronto diários entre traficantes rivais. Banidos do Comando Vermelho (CV) oriundos do Fallet e do Fogueteiro, no Rio Comprido, tentam invadir, há dois meses a comunidade, que é dominada pelo Terceiro Comando Puro (TCP). Em retaliação, criminosos do São Carlos, dominada pelo mesmo grupo da Coroa, fazem ataques esporádicos nas favelas do grupo rival.

Fonte: Extra

Comentários :