Moça é vítima de mais um sequestro-relâmpago na Ilha do Fundão


Um dia depois de ser divulgado o caso de dois pesquisadores da UFRJ sequestrados na Ilha do Fundão e mantidos reféns por mais de onze horas, uma estudante, estagiária de um dos laboratórios de pesquisa do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, também foi assaltada na Cidade Universitária e chegou a ser levada por um curto percurso no carro dos criminosos antes de ser liberada. O crime aconteceu por volta das 17h, quando o céu ainda estava claro. A região, porém, é deserta, segundo testemunhas. Apesar da vítima ter sido obrigada a entrar no veículo dos bandidos, o crime foi registrado na 37ª DP (Ilha do Governador) como roubo.

De acordo com Fabio Hecht, pesquisador que trabalha no mesmo laboratório da estudante, a jovem foi assaltada em uma rua que dá acesso ao estacionamento do instituto. Segundo ele, a vítima foi abordada por dois homens de óculos escuros e armados com pistolas, que desceram de um veículo sedan prata. Eles ordenaram que ela entrasse no veículo. Uma vez no carro, a jovem teve sua mochila, computador e celular roubados. Essa versão também foi confirmada pelo namorado da vítima.

Os criminosos começaram a andar com a vítima dentro do veículo, mas ela foi liberada na entrada do Hospital Universitário, ainda na Ilha do Fundão. Assim que foi liberada, a estudante contou o caso para colegas de laboratório, ainda chocada. Relatou que os criminosos chegaram a insinuar que prolongariam o sequestro: falaram à jovem que “deveriam dar uma voltinha mais longa”.

— Ela chegou muito nervosa no laboratório e contou pra gente o ocorrido — afirmou Hecht, ressaltando que a Divisão de Segurança da universidade foi informada sobre o episódio.

Leia também:
Casal de professores é sequestrado no campus do Fundão e passa onze horas sob mira de bandidos
Fonte: Extra Online

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal