Duas crianças são baleadas em comunidade no Engenho Novo e grupo ateia fogo em ônibus, em represália


Duas crianças foram baleadas no Morro do Quieto, no Engenho Novo, na Zona Norte do Rio, na noite de sexta-feira (27/4). Uma das crianças foi baleada na mão e tem o quadro de saúde estável. Ela passa por exames no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Ainda não há informações sobre a outra criança. Em represália, um grupo ateou fogo em um ônibus da linha 254 (Madureira x Candelária) na Avenida Marechal Rondon, próximo a comunidade. Moradores fazem um protesto e ocupam parte via.

Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) São João, policiais que patrulhavam a Marechal Rondon foram atacados por criminosos e houve confronto. Após a ação, policiais foram informados que duas crianças foram atingidas e socorridas por moradores para a UPA do Engenho Novo e Hospital Salgado Filho.


Segundo o Centro de Operações Rio, devido a intervencão da polícia, a via segue parcialmente interditada na altura do Túnel Noel Rosa.

A funcionária de um bar que fica na Marechal Rondon se assustou com o ônibus em chamas na via e fechou o bar com todos os funcionários dentro para se protegerem.

— O ônibus começou a pegar fogo e fechei o bar. Estamos aqui dentro esperando acalmar, não vi o que acontece. Teve tiroteio, mas não sabemos de onde veio - disse a funcionária, que pediu para não ser identificada.

O Consórcio Internorte repudia o ataque ao ônibus. Em nota, o consórcio informou que subiu para 20 o número de ônibus incendiados em 2018 no Estado, sendo 10 somente na capital, segundo dados do setor de ônibus.

Segundo a Rio Ônibus, a Zona Norte se destaca pelo maior registro de ataques. Desde 2016, 153 ônibus foram alvos de incêndios criminosos. Na capital, foram 75. O custo de reposição dos ônibus incendiados ultrapassa R$ 68 milhões.

Fonte: Extra

Comentários :