Idoso acusado de abusar sexualmente da própria filha durante 5 anos, em Duque de Caxias, está foragido



Via Extra.

A polícia busca por um homem acusado de abusar sexualmente da própria filha. Identificado como Mozar Alves da Silva, de 67 anos, ele é suspeito de praticar o crime desde que a vítima tinha 11 anos de idade — atualmente ela tem 16. A jovem relatou o caso para a mãe, que foi até a unidade da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no Rio, e denunciou o caso.

Segundo informações divulgadas pelo Disque-Denúncia, os abusos começaram a ocorrer no bar, cujo dono é o próprio Mozar. O crime acontecia de forma recorrente. Ainda conforme o órgão, para conseguir o seu objetivo, ele dava dinheiro à filha. Além disso, quando ela se recusava a praticar o ato, o homem ameaçava "cortar financiamento, como estudos, auxílios alimentícios e presentes".

Depois de a jovem completar 16 anos, ela relatou os abusos que ocorreram neste período para a mãe, que fez a denúncia. Por não ter o paradeiro conhecido, Mozar é considerado foragido da Justiça. Um mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro de vulnerável já foi expedido pela 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias.

Leia mais

Comentários :

Translate

Pesquise

Doe e Ajude com PayPal